[Valid RSS] Patinhas na Web

27 de maio de 2018

Troca de animais por objetos na internet



27 de Maio de 2018

Nas últimas semanas, os voluntários da ASPA tem batido na mesma tecla dentro do assunto proteção aos animais, no que diz respeito ao comércio dos mesmos nas redes sociais onde prints tirados pelos voluntários em grupos de brick na internet mostra a situação que uma pessoa tem um cão da raça São Bernardo e quer vender ele, por R$1.000, pois não tem mais tempo para cuidar. Além desta postagem, outra, uma pessoa diz ter um celular smartphone por um cachorro de raça grande ou pequena, de preferência Chow Chow.

Sempre valorizando a adoção ou mesmo gestos que não resultem na barganha de animais, a ASPA diz seguir na caça de ações como está que segundo eles, desrespeitam a vida, pois informam os voluntários algo que todos já devem ter conhecimento, “animais respiram, tem coração, sentimentos, frio, fome como qualquer ser vivo. Muito fácil fica chocado com histórias de animais atropelados, machucados… e ser conivente com ações como essa nas redes sociais.”.
Confira abaixo a postagem da ASPA em sua rede social

ANIMAIS SEMPRE SOFREM PELA GANÂNCIA DO SER HUMANO

Essa primeira postagem, de uma moça querendo trocar um celular por uma cadela de raça, foi feita no dia 07 de maio deste ano.

Não bastasse o absurdo de tratar os animais como meros objetos, hoje, dia 20 de maio, anuncia a venda de um de seus animais já adultos, alegando falta de tempo para cuidar.

Será que esse lindo menino já não dá mais lucro?

Vamos nos unir contra esses abusos.

ELES NÃO SÃO OBJETOS.

LUTEMOS PELA POSSE RESPONSÁVEL!

Por Ralph Quevedo

Falta de humanidade com os animais de rua.



Se maltratar animais é crime hediondo, é muita falta de humanidade permitir que animais abandonados fiquem largados à sua própria sorte, sem ter quem cuide de arranjar um lar para adotá-los. Infelizmente, por falta de apoio, o Programa Adote um Amigo teve que encerrar suas atividades. Veja o comunicado pelo canil:


28 de abril de 2018

Lindos, meigos e adoráveis!


É muito gratificante chegar em casa e sermos recebidos por nosso cãozinho, saltitante e cheio de alegria por estarmos de volta.


Quem resiste à ternurinha dessas duas princesas?


23 de abril de 2018

Eles não merecem sofrer maus tratos !








A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter. Quem é cruel com os animais, não pode ser uma boa pessoa. (by Pedro Bial)




Amo gatos pretos. Em pleno terceiro milênio é inadmissível que existam pessoas achando que gatos pretos dão azar. Isso é superstição medieval, nunca teve fundamento a não ser na ignorância de mentes atrasadas.
Se você não é capaz de amar, proteger e cuidar de um animalzinho, então não o pegue para criar e, depois, abandoná-lo nas ruas.  Eles não sabem pedir comida nem água, definham e têm uma morte cruel, sofrem agressões físicas sem entenderem porque e sem poderem se defender.


13 de abril de 2018

A origem da raça Shih-tzu...


Você sabia...
Que a origem da raça Shih Tzu surge de uma lenda bem antiga que conta com a história de um amor proibido entre uma princesa chinesa e um mongol (povo predominante no Tibete)?

Diante da impossibilidade de realizarem o casamento, resolveram cruzar um legítimo representante da China, o Piquenês, com um representante do Tibete, o Lhasa Apso.
Deste união originou-se o Shih Tzu, no qual o nome significa "cão leão que nunca desiste".
Talvez por isso que o "formatinho' do seu nariz, principalmente nos filhotes, faz grande menção ao formato de um coração
Os historiadores relatam que eles viviam em palácios, cercados de cuidados extremos. Mais tarde começaram a ocupar e fazer parte dos lares de famílias ricas chinesas e de algumas outras no Ocidente.